sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

NOTÍCIAS DE LÍMBIA: GEOMETRIA



"Aquele que tiver ouvidos para ver e olhos para ouvir que compreenda: o Diminutivo é uma merda!!!" - assim poderia ter falado Zaratustra.

Lá no fundo, lá, onde o peito se une à cabeça, podia-se ouvir seu sussurro: "Ser bonzinho e passar do ponto, me coloca em verdadeiras sinucas de bico". Eis a questão que o acompanhava: como sair ileso e não magoar o Outro? Ele sempre preferiu magoar-se...

O pai transparecia uma certa boa vontade pacata, talvez exageradamente um "cara legal" - o exagero não faz bem.
A mãe se agarrava à explicações metafísicas, quase delirantes, encaixando tudo em um sistema de "as coisas estão assim porque o Destino está reagindo àquilo que fizemos ontem" - o "ontem" não faz bem.

E o sussurro nele o empurrando a resistir ao Destino e a largar a familiarização de certa pacatez exagerada.

Se o Cristo de Nietzsche é exageradamente diminutivo, carregado de irritantes "inhos", o Super-Homem também não foge a regra - exageradamente superior e frio, nada humano, reflexo em negativo dos "inhos" de Friedrich...

O sussurro lá dentro é humano - dolorosamente humano.


*DADOS CARTOGRÁFICOS: Límbia é Real sem existir em lugar algum. Faz-se justiça ao cartógrafo Fabio Herrmann que a define: “Isto é Límbia, terra da ficção verdadeira. Límbia não foi inventada. É a própria invenção.” HERRMANN, F. (2002) A Infância de Adão e Outras Ficções Freudianas. Casa do Psicólogo: São Paulo (p.34)

Nenhum comentário:

Postar um comentário