quarta-feira, 24 de outubro de 2012

NOTÍCIAS DE LÍMBIA: BARBIECURE



Não serei tua Curuminha
Não serei mais
Afinal, não serei tão boazinha assim, como você me cria e fantasia.

Não serei tua verruga, tua fístula
Não serei apodrecida.

Não serei tua mulher/mãe
Não serei um Sófocles qualquer
Qualquer um não.

Liberdade
Livremente
Livre Mente

Mente? De Mentira?

Não serei tua mentirinha
De cabelo loiro e liso
Saltinho alto, perninha fina.

Mas gosto daquela boneca
Nada tenho contra a boneca. Só não serei.

Serei a... Sereia...

Sou mais as mulheres de Jorge Amado
Amado... Hum... Gostei... Ficou bom assim.

Sereia... Gostei.
Brisada pelo vento da praia
Cabelos soltos e tocados suavemente pela brisa.

Suavemente fogosa e encantadora
Sedutoramente ingênua.
Ingênua sabe? Assim... Ser feliz sem muito medo ou pudor...

Geniosa...

E preguiçosa...
Ah... Como é bom a preguiça da praia.
Brisa, biquini, cerveja...
Brisada entende?

Acho que não tem problema né?
Negar-me a ser Curuminha loira-bonequinha...

É possível...

Sim... Possível...
Do meu ventre é possível um Jorge Amado.
Hum... Gostei... Ficou bem bacana assim.


* DADOS CARTOGRÁFICOS: Límbia é Real sem existir em lugar algum. Faz-se justiça ao cartógrafo Fabio Herrmann que a define: "Isto é Límbia, terra da ficção verdadeira. Límbia não foi inventada. É a própria invenção." HERRMANN, F. (2002) A Infância de Adão e outras Ficções Freudianas. Casa do Psicólogo: São Paulo (p.34)


Nenhum comentário:

Postar um comentário