sábado, 10 de abril de 2010

COLISEU

O povo se aglomera, grita, empurra, entra em êxtase. É dia de espetáculo no Coliseu.
Aos tropeços, vão tomando seus lugares. Há para a pobreza, há reservado “vip” para a nobreza. Há especiais – estranho – para além da nobreza.
Pois que isto é assim. Depois de um dia de trabalho, uma semana de trabalho, anos de trabalho, o homem deve se divertir, espairecer um pouco a cabeça, esquecer um pouco o cansaço, identificar-se com o todo – posto que no Coliseu todos são iguais.

Vai... Tempo não há muito para que se inicie o espetáculo... Vai ao banheiro dar uma mijada ou outra coisa mais nobre... Vai... A programação vai começar!!!

Hoje tem coisa especial, programação das boas.
Primeiro um pequeno desfile de mulheres de “sei lá de quem são”, abandonadas, nuas, acorrentadas... Mas exibindo seus corpos com muito orgulho, isto sim, “sim senhor”.
Depois um pouco de sangria com os gladiadores. Eles lutam entre si, são belos e fortes e desejados os gladiadores. Recebem salário e coisa e tal. Recebem, pelo menos os que sobraram, os restos das mulheres de “sei lá de quem são”.
Os gladiadores, pelo menos os que sobraram, vão com valentia. As feras são soltas e caçadas e desmembradas.
O povo berra, se esperneia, se embriaga.

Vai... Ainda há tempo para uma pegação no corredor. Com quem?!? Oras, não importa, pegue alguém e pronto. Divirta-se... Passe um pouco a mão... Beije... Copule um pouco... Ninguém é de ninguém ou todo mundo é de todo mundo, como diz o carinha lá no canto.

Chegou a hora dos “bodes”. O ápice do espetáculo.
Entram os humilhados escolhidos a dedo, a polegar.
Por favor, sem frescura, os “bodes” nasceram prá serem “bodes”, não importa de que tipo... Os temos desde cristãos e assassinos, até gente de primeira, artistas e nobres.
O povo urra de gozo.
A melhor parte... Vão ser açoitados, judiados, escarrados, violentados... Vão ser desmembrados, devorados, vomitados...
O trem é bom demais... O povo adora... Afinal, o trabalhador precisa de diversão. Precisa de algo que mostre e demonstre a diferença. Aquilo lá não é gente oras!!!
O povo agonia o momento de participar. Polegares preparados... Prá cima... Prá baixo... Como é bom o poder de decisão. O povo precisa de distração, é direito adquirido prá quem paga tudo direitinho!!!

Acho que a pegação continua no corredor... Tem gente que não sabe o que faz... Perde os bons momentos do Coliseu. Tem cada uma!!!

No fim do dia o desfile. Os nobres e as damas desfilando nas elegantes e limpinhas bigas. Dá quase prá tocar, sentir... São o orgulho do povo que trabalha prá poder se divertir... É direito adquirido.
Não gostas do desfile dos nobres?!? Não tem problema não... No corredor a pegação continua solta!!!

Enfim, e por fim, há cidadãos que preferem não entrar no Coliseu. Gente esquisita... Como pode?!?
E olha que o ato é de fácil execução... Basta escolher, com certa dose de paciência (é bom que fique dito), um Canal melhor do Controle Remoto que seguras em tua mão.

Um comentário:

  1. ô espetáculo triste....!
    porém real e todos nós lá presentes......
    ih! não gostei deste post não, viu?!
    rs....

    (prefiro a imagem do quixote & sancho - que no fundo diz a mesma coisa... : ) )

    abraços, doctor!!

    ResponderExcluir