sábado, 20 de fevereiro de 2010

MORRER-SE


A MORTE castra...
A MORTE finda...
A MORTE talha...

MORRE-SE a Infância...
Morreu o Álbum de Figurinhas que se preencheu
Morreram, ao fim do ano, a Escola e os amigos da Escola
Morreu o gol marcado no campinho da praça

A MORTE castra...

MORRE-SE a Adolescência...
Morreram os ídolos que ficaram velhos
Morreu, nos segundos que antecedem a união dos lábios, a sensação do primeiro beijo
Morreu a ilusão de Rock Star

A MORTE finda...

MORRE-SE a Maturidade...
Morreu o prazer após o orgasmo
Morreu o Fim de Semana no fim do Domingo
Morreu o Sonho ao acorda-se o dia

A MORTE talha...

Mas MORRER-SE é a possibilidade de renascimento de jeitos outros possíveis
MORRER-SE é enlutar-se para o Novo de Amanhã
MORRER-SE é o Vórtice Infinito de VIVER o Cotidiano, não apenas sobreviver a ele.

PS.: Se existe um Paraíso dos Homens, deve existir um Paraíso dos Cães... Que o “BOLINHA” divirta-se nele!!!

3 comentários:

  1. "VIVER" e não meramente "SOBREVIVER" , está aí a intensidade e sentido da nossa existência neste mundo. E viva o renascimento de jeitos outros possíveis. Nos diz que "Tudo vale a pena quando a alma não é pequena" (Fernando Pessoa).

    Adoro a frase, de autoria desconhecida: "Tudo que é bom dura o tempo suficiente para se tornar inesquecível" ... Certamente deixam marcas profundas no nosso psiquismo e nos fazem tão humanos a cada aprendizado tão profundamente sentido na pele e no coração.

    O Bolinha certamente se divertirá no paraíso dos cães...

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela homenagem ao meu cachorrinho Bolinha. Ele, e todos os animais, por incrível que pareça, nos ajudam a ser mais humanos.

    ResponderExcluir
  3. MORRER deve ser muito bom........ um momento inacreditável de LUZ!
    ruim é o morrer lentamente em vida.... aquela coisa que não ata nem desata... não caga nem sai da moita!

    e benditos somos qdo temos a coragem de enfrentar as pequenas/grandes mortes que nos transformam aqui em nossa vidinha-terra.
    doi doi doi isto!!! mas a dor tb sabe ser boa (rs), o povo em geral é que tem preconceito contra a dor......... : )

    um grande abraço, doctor!

    ResponderExcluir